Átomo Ultérrimo



O trabalhador Silencioso. Sem ele não haveria Terceira Dimensão.

ÁTOMO ULTÉRRIMOVamos falar de um tema que parece tão distante de todos nós e que, no entanto, é a razão mesma de estarmos aqui, engrossando o exército infinito dos que se encontram na corrente maravilhosa da Evolução.
Ao lado reapresento a constituição da esplendorosa estrutura que é a responsável por todos os Universos em quaisquer planos materiais (Denso, Etérico, Astral, Mental, Búdico etc…), para que vocês se familiarizem com ela. Este é o verdadeiro Átomo Espacial. Sua importância para a Criação como um todo e para a Vida Manifestada na Forma é indiscutível. Podemos dizer que ele é a ferramenta sem a qual o Inominado e seus Dhyânis (ou Elohins, ou, ainda, Deuses Menores) jamais poderiam iniciar novo período de atividade cósmica (o manvantara). Então, para se conhecer realmente o Arcano (=mistério; segredo) da Vida é necessário estudar e conhecer esta estrutura cósmica fundamental. Acho que em algum artigo dentre os duzentos que já escrevi andei falando sobre o Átomo Últérrimo, mas nunca é demais voltar ao assunto.
Olhe analiticamente para a figura do Átomo Ultérrimo. Verá que ele é feito com dois únicos fios e que nele não há pontas soltas. Os fios enovelam-se sobre si mesmos, iniciando na parte de baixo e sobindo em espiral por dentro da estrutura. Saem pela parte superior e descem novamente se enovelando por fora na forma de um coração. Agora, volte novamente a estudar a figura. Verificará que há um grupo de sete espiras que saem na parte de cima voltadas para o lado esquerdo; e há um grupo de três espiras que saem na parte de cima voltadas para o lado direito. Neste segundo grupo as espiras são grossas, enquanto no outro grupo, as sete espiras são finas. Espiras grossas e espiras finas não têm ligação entre si.


Ram Bahadur Bamjan é o novo Buddha que reencarnou na Índia atualmente

Ram Bahadur Bamjan é o novo Buddha que reencarnou na Índia atualmenteImaginemos que você é um dos poucos privilegiados ocultistas que conseguem dominar tão bem o Chakra Ajna que pode tomar um único átomo ultérrimo deste Chakra e projetá-lo para fora, em direção a qualquer estrutura que exista na imensidão de mundos que há nas 263 densidades materiais diferenciadas em que se subdividem os sete subplanos de cada um dos sete Planos de Matéria Cósmica que preenchem o Espaço. Pois bem, é este único átomo atômico manejado à vontade pela concentração do Ocultista pesquisador que lhe serve de olho. Com ele, o ocultista tanto pode abarcar uma estrela mil vezes maior que nosso Sol físico, quanto pode enxergar a menor partícula componente do Átomo Ultérrimo.

É este átomo ultérrimo especial que perfaz a famosa Terceira Visão dos que enxergam até mesmo nos mundos materiais constituídos de matéria búdica.

Enxergar é uma coisa. Traduzir em pobres palavras o que vêem nas dimensões materiais infinitamente mais sutis que esta de nossa terceira dimensão é outra bem diferente. Até porque se vivemos na terceira dimensão, quem vive nos mundos Superetéricos vive na quarta dimensão; quem vive nos mundos Subatômicos vive na quinta dimensão; quem vive no primeiro subplano do Plano Astral vive na sexta dimensão.

E se não somos capazes de imaginar como são ordenadas as coisas na quarta dimensão, o que dizer das que se estruturam e se movem nas quinta, sexta, sétima, oitava etc…? Temos um sistema de signos lingüísticos que mal e porcamente retrata o que temos ao nosso redor.

Mas estes signos são absolutamente insuficientes para traduzir o que se possa enxergar nas dimensões mais complexas. Mesmo assim, muita coisa que nos era oculta porque somos deficientes em aparelhagem psicofísica nos foi revelada pelos pesquisadores ocultistas. Não porque o Criador tenha propositadamente ocultado alguma coisa de nós, mas sim porque teremos de nos esforçar para desenvolver em nós mesmos os instrumentos necessários para enxergarmos além da terceira dimensão. Enquanto nos ativermos à ciência exotérica, pragmática e universitária, jamais iremos além do físico denso.

Nunca o verdadeiro conhecimento será nosso enquanto nos ativermos a instrumentos fabricados com material deste mundo da Terceira Dimensão.

Meditar e buscar dentro de si mesmo a Verdade e a Verdadeira Realidade é o caminho. Veja o novo Buddha, cuja foto está acima. Ele não se move desde quando se sentou dentro da árvore onde foi fotografado. Não come, não bebe, não urina, não defeca, não sua, não treme de frio, não sente cansaço, não se move.

No entanto, domina a Verdade porque vive voltado para Ela. Não precisa de microscópios nem de lunetas para ver a realidade além da forma. Todos nós devíamos ser como ele e o objetivo de nossa estada nesta dimensão é exatamente esta: dominar o Mâyâ e estar sempre além dele.

Ainda que o conhecimento tacanho seja nossa Ciência mais avançada, ainda assim ela desenvolve nossa capacidade perceptiva, cognitiva e de  raciocínio. Assim, os que ainda estão batalhando na escuridão da Matéria Densa precisam do Intelecto ou Personalidade para poder compreender alguma coisa. É a estes que os ocultistas pesquisadores endereçam algumas de suas revelações. Entre estas, está o conhecimento e o estudo do Átomo Ultérrimo.
E por falar nele vamos voltar ao nosso estudo. Do que é feito o Átomo ultérrimo? Imagine que você toma um destes átomos e rompe uma de suas espiras. Verá que ela é um “cordão” composto de infinitesimais “bolhinhas” de um material tão brilhante que sua luz ofuscante corusca com um brilho um milhão de vezes mais forte que a luz de nosso Sol físico. Observando esta luz fantástica verá que se trata de uma energia estranha, poderosa, que preenche aquelas bolhinhas de material impossível de descrever porque não há material semelhante na Terra. As bolhinhas se juntam e formam um canal dentro do fio que passam a compor quando unidas. por este canal circula aquela torrente de fantástica luz divina. Contida dentro daquele tubo, aquela energia fantástica semelha cristal líquido, translúcido e puro. Mas você está observando uma espira fina. Rompa, agora, uma das espiras grossas. Verá que ela também se compõe de bolhinhas maiores que as outras e que juntas também formam um tubo por onde outra espécie de energia, menos brilhante, de cor levemente opaca e levemente esbranquiçada, circula ali dentro. Que energias são estas?
Nas espiras finas circula a energia da vitalidade, conhecida entre os ocultistas como energia Prana e  entre os chineses como Energia Chi. De mistura com esta Energia da Vitalidade também circula a Energia Vital. A diferença entre as duas é por demais sutil e os pesquisadores só conseguiram distingui-las depois de ingentes esforços para refinar a capacidade perceptiva do átomo ultérrimo que lhes servia de “olho”.
Nas espiras grossas circula outra espécie de energia que eles descobriram tratar-se da Energia Kundaline, a Energia emanada do próprio planeta Terra. E aí você pergunta: de que são feitas as tais bolhinhas?
Os pesquisadores descobriram que elas são feitas também de Energia, mas esta, totalmente especial, não se mistura com as outras e é conhecida como Energia Fôhat. A Energia que emana diretamente do Criador; descobriram, pois, que é uma emanação de Sua Excelsa Inteligência, Sua Excelsa Sabedoria. Fôhat é, na mitologia cristã, o Arcanjo Luzbel, o Criador de Todos os Universo em todos os Planos de Matéria Cósmica e, também, dos próprios planos materiais. Luzbel que, ao ser “lançado” nos Infernos, tornou-se o Arcanjo Lúcifer, transformado depois, por pura maldade ou ignorância ou demasiada esperteza, em Demônio, Diabo, ou o Anjo Negro que se opõe a Deus. Na Verdade, Lúcifer é outra função de Luzbel, mas não deixa de ser ele mesmo, isto é, a Energia Fôhat em ação ativa, em Karma, visto que o termo sânscrito karma significa exatamente isto: movimento.
Agora você acompanha com o Terceiro Olho os pesquisadores ocultistas que avançam desvendando a Matéria em suas sutilezas materiais e vai vendo que a cada momento surge um verdadeiro oceano de matéria mais sutil que aquela que foi deixada para trás no momento anterior. E surgem mais e mais tipos sutis de matéria, cada qual mais luminoso e mais colorido que o anteriormente descoberto. O festival de luzes e cores o deslumbra. Jamais pensou que pudesse haver tanta beleza e tanta variedade de densidade material e tanta luz… E você descobre, maravilhado, que cada Plano Material que surge é feito exatamente por aquele misterioso Átomo Ultérrimo. Sem ele nenhum Plano de Matéria existiria.
Mas além de construir os Planos e Subplanos Materiais Cósmicos e todos os Universos que neles há, qual é a importância do Átomo Ultérrimo na vida humana?
Bom, esta resposta você terá em nosso próximo encontro. Até lá e
NAMASTÊ!

Conheça nosso novo site: Vida Sem Segredos - www.vidasemsegredos.com.br