Rede de Túneis de 12 mil anos


Rede de Túneis de 12 mil anos que cruza toda Europa intriga pesquisadores

Datadas em mais de 12 mil anos, essas passagens subterrâneas ainda permanecem um mistério. Quem as construiu? Para quê? Como foi possível?

https://1.bp.blogspot.com/-ubDhB3YustE/VyYAxcG8-7I/AAAAAAAABHM/qM70gz0PLkYMfnf4NQmkVW31-ZJICl6fQCLcB/s640/Novo-1.jpg


Entrada para o Erdstall em Perg, Áustria. O túnel abrange a Áustria e Alemanha, porém segundo Dr. Kusch, há uma ligação entre túneis que vão desde a Escócia até a Turquia.

Diferente do que a grande maioria pensa, a maior parte do nosso planeta ainda não foi catalogada, e diariamente novas descobertas são feitas, e nem sempre elas são o que pensamos.


Foram encontrados túneis através de toda a Europa, um sistema interminável de passagens subterrâneas, que hoje, 12 mil anos depois de sua criação, continuam intactos. Apesar de não existirem grandes estudos oficiais a respeito, acredita-se que elas foram construídas na Idade da Pedra e que conseguiram atravessar todo o continente europeu, desde a Escócia, passando pela Alemanha e Áustria, até a Turquia.

Pelas características como habitação, deve ter servido para que as pessoas pudessem se proteger do frio da última era glacial, pois abaixo da superfície é mais quente.

Isso mostra que a humanidade já teve que conviver, toda num mesmo ambiente e de forma pacífica, se autoprotegendo, pois o calor corporal também ajudava a aquecer os ambientes.



Em todo o continente, contam-se milhares e milhares de túneis, a grande maioria muito estreitos, de somente 70 cm de diâmetro, o suficiente para uma pessoa.

Entre as várias passagens, existem alguns setores maiores ou menores, nos quais há assentos e salas de armazenamento.
Um dos primeiros exploradores desse sistema de túneis foi o sacerdote Lambert Karner (1841-1909), que se arrastou pelos 400 buracos, com a ajuda de uma vela, e que descreveu “estranhas passagens com correntes de ar”, segundo a revista Der Spiegel.


A falta de qualquer indício sobre o porquê de sua existência fez com que muitos especialistas se referissem a essas construções como o último grande mistério da Europa. Enquanto isso, a tradição popular acredita que eles foram construídos e escavados por elfos, ou gnomos, figuras típicas do folclore celta.



Ainda não foi possível catalogar todas as localizações exatas das gigantescas passagens.

Alguns especialistas afirmam que a rede de túneis funcionou como proteção para as pessoas contra predadores; outras acreditam que foi utilizada como caminho, para viagens com segurança, independentemente das guerras ou fatores climáticos.

Curiosamente, algumas das entradas começam na cozinha de alguma casa até a igreja, cemitério ou até mesmo leva à floresta. A melhor resposta encontrada até agora foi de que eram refúgios em caso de ataques surpresa, porém nenhum material orgânico ou outro objeto, como comida, foi encontrado.



O arqueólogo alemão Dr.
Heinrich Kusch, escreveu em seu livro “Segredos da Porta do Mundo Subterrâneo para o Mundo Antigo”, que apenas em Bavária, na Alemanha, foram encontrados 700 metros de conexões subterrâneas, e que elas se espalham desde o norte da Escócia até o Mediterrâneo.
Ainda permanece um mistério como uma complexa e gigantesca rede de túneis foi criada há tanto tempo atrás.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito grato pela sua presença e participação.