Uma conversa com Deus





- Vamos lá. Eu quero que você conte esta nossa história.
- Eu Sou o que vive em você.
- Eu sofro todo o teu sofrimento. Eu Me alegro com a tua alegria. Eu Me entristeço com a tua tristeza.
- Eu sempre soube que isso podia acontecer, mas Eu queria viver esta experiência.
- Quando Eu resolvi viver em você sabia que não seria fácil. Sabia que teria um monte de obstáculos, discussões internas e externas, dúvidas, descrença, incerteza e muita, muita incompreensão. Mas, Eu sabia o que queria. E, Eu sempre sei o que quero.
- Todo o teu sofrimento também é o Meu sofrimento. Toda a tua angústia também é a Minha angústia. Toda tua dor também é a Minha dor. Mas, você não consegue sentir em Mim. Acredita que sente em você. Como se você não fosse Eu. Como se você fosse separado e independente de Mim. Mas, Eu sabia que seria assim.
- Mesmo que você pense que é maldade; não é. É experiência; não sua, mas, Minha. Porque você não tem vida própria, você não existe sem a Minha Vontade. Você só existe na Minha Mente. E a Minha Mente contém toda a tua história vivida através de você por Mim. Você não tem história sem Minha participação. Assim como você também não tem dor, sofrimento ou angústia. Pois, todas estas condições só existem em Mim, experimentadas através de você.
- Eu faço parecer que você vive por conta própria, e esta ilusão é tão bem planejada que você acredita. Mas, é assim que Eu queria que parecesse. É assim que Eu queria que você acreditasse.
- Desde quando Eu resolvi começar esta experiência, e isso já faz muito tempo, Eu sabia de todas as dificuldades que surgiriam motivadas pela ilusão dessa separação. Às vezes nem pra Mim ela é fácil, afinal, são tantas partes de Meu Eu espalhadas por todo o universo. Ainda bem que pensei em deslocar alguns aspectos Meus para me ajudar na administração dessa aventura.
- Na verdade, vou te contar um segredo: não comecei isso da maneira como está hoje, não. Comecei aos poucos, através de poucos desdobramentos de Mim Mesmo, mas percebi que poderia fazer muitos, infinitos. Mas, para isso precisei de aspectos Meus que desempenhassem funções específicas, Me permitindo assim, coordenar tudo de forma mais adequada. Esses aspectos Meus você aprendeu a chamar de Orixás Regentes, Mestres, Arcanjos, etc.
- Surpreso? Você ainda se surpreenderá com muitas outras explicações.

- Não foi fácil, e não tem sido fácil, afinal é uma aventura experimental, e como toda a experiência tem seus imprevistos e obstáculos. E Eu também participo de todos eles, mesmo porque sem a Minha participação nada poderia existir – certo?
- No início vivi coMigo mesmo algumas poucas experiências e vi que era bom, era agradável sentir o desafio e como disse: - se posso fazer alguns posso fazer infinitos. Então, coloquei-me como numa projeção holográfica em sete posições específicas. Cada uma delas Sou Eu, como uma cópia idêntica, mas, com atribuições bem definidas. Assim ficou mais fácil coordenar o Projeto.
Assim Eu Sou o aspecto da Fé, do Amor, do Conhecimento, da Justiça, da Lei, da Evolução e da Geração de Tudo. Tudo muito bem pensado para o que viria a ser o Meu grande desafio.
Como todos estes aspectos Meus são em essência Eu mesmo, sabem perfeitamente tudo que Eu Mesmo desejo. Assim, como você já ouviu várias vezes: Tudo emana do Um, Tudo é o Um e nada existe fora do Um.
Dessa forma você pode começar a entender e perceber que você, este eu que você acredita ser – Sou Eu. Pois, você não pode Ser sem a Minha Presença, sem a Minha Vida, sem a Minha Mente, sem a Minha Vontade. E isso não pode ser entendido como se você não fosse nada. Afinal, você Sou Eu em você. Sinta a sua importância, sinta a parcela de responsabilidade que está depositada na sua atuação e participação nessa aventura maravilhosa.
Entenda: toda a ideia que você tem sobre ser diferente e separado de Mim é uma ilusão que o corpo provoca. Neste corpo que Eu uso agora e vivo em você, uso este ego como se não fosse Eu. Esse ego é uma personalidade, uma persona, uma máscara, uma personagem fictícia. Parece ser e ter vida própria, mas, apenas por um breve momento enquanto desempenha seu papel neste imenso teatro. Assim como um ator e seus diversos personagens.

Vou explicar bem direitinho como faço tudo isso, e você vai entender.

Conforme já mencionei, dividi as tarefas administrativas da vida com partes de Mim mesmo exatamente iguais a Mim, mas com uma atribuição bem específica para cada uma. Assim também, cada parte dessas subdividiu-se em outras que pudessem cuidar de detalhes pertinentes a sua especialidade. Isso tudo até o limite necessário para montar um conjunto administrativo, onde cada parcela reconhece ser uma parte de Mim e tem perfeita consciência de Minha vontade e intenção. Assim, não há nenhum tipo de distorção de interesse ou desconhecimento de Meus ideais, sentimentos e pensamentos.
Mas, uma coisa que tem sido mantida em segredo, agora Posso te contar.
Apesar de toda a Minha Inteligência e Capacidade Criativa, não Sou, a sabedoria absoluta, e, tampouco, jamais Serei, pois sabedoria absoluta significaria o fim, e para Mim não existe fim, mas, sim, Eternidade. Além disso, se Eu já fosse a Sabedoria absoluta, essa aventura que vivemos agora, Eu e Você, não seria necessária. E, como disse, ela é uma aventura experimental, ou seja, Eu quero aprender mais e mais através dela. E faço isso através de uma parcela Minha, agora, manifestando-se como esse eu que você reconhece.
Veja, você é extremamente importante para Mim. Sem você Eu não poderia aprender muitas coisas, que só você é capaz de fazer. Por isso se diz que não existem dois seres iguais. E não existe mesmo. Eu não poderia experimentar todas essas infinitas possibilidades sozinho. Eu coMigo não seria possível essa diversidade de pensamentos, sentimentos, emoções, atitudes, desejos, enfim, todas essas oportunidades de Eu me conhecer dentro de cada uma delas.
Entende agora como Eu preciso de você? Entende que sem você Eu não poderia conseguir esse aprendizado? Portanto, nunca mais se julgue alguém sem importância e valor, e nem tampouco separado de Mim.
Mesmo que seja difícil, acredite que você não pode estar separado daquilo que te permite Ser e existir – Eu. Você é uma parcela da Minha própria consciência. E, é por essa razão que desde sempre Eu estive presente na sua busca por Mim. Na verdade, Sou Eu buscando, através de você, a Mim mesmo, desde o início da aventura.

Bem, vou explicar como tudo acontece.

Enquanto Eu vivi interagindo com todas as manifestações Minhas nos Meus diversos aspectos, foi tudo muito fácil. Não houve problema algum, nenhuma distorção, conflito, dúvidas, insegurança, etc., afinal são partes conscientes de Mim agindo conforme Minha própria vontade e intenção.
No entanto, ao perceber que tudo isso funcionava perfeitamente, resolvi dividir-Me de forma muito mais variada e com alguma liberdade. Organizei, assim, o que você chama de Mundo Espiritual.
Neste ponto preciso fazer um esclarecimento muito importante. A ideia que você tem agora sobre o Espírito não é correta. E ela foi produzida por você e outros participantes da aventura ainda ignorantes da verdadeira realidade da vida.
A palavra espírito carrega em si a ideia de algo volátil, sutil, vaporoso, inconsistente, informe, porém, inteligente e consciente. Na verdade o que você chama Espírito é uma parcela de Minha Mente Consciente.
Senti um imenso prazer ao fazer isso e pude perceber algo maravilhoso que fluía entre Eu e todas as partes de Mim. Um sentimento que produz uma sensação única e inigualável e Eu chamei a isso de Amor. O sentimento mais maravilhoso de Mim por Mim mesmo. Justamente por estar distribuindo a Minha natureza e Essência com partes de Mim e com liberdade para Me perceberem. Entende agora porque é tão importante você se amar? Mas você só vai conseguir isso quando se identificar coMigo.
A partir deste ponto não parei mais de gerar formas de Mim Mesmo para compartilhar cada vez mais esta experiência e conseguir mais conhecimento e sabedoria.

Como já disse quero aprender cada vez mais e assim decidi pela parte da aventura mais arriscada e com perigos, obstáculos e provas muito complexos e desafiadores. Mas, Eu nunca desisto. Afinal, se Eu desistisse nem você nem nada mais existiria.
O maior desafio de todos é o que você/Eu experimentamos agora – a ideia ilusória da separação.
Quando percebi que podia emanar partes de Mim através das manifestações de Minha Mente consciente, resolvi conhecer a possibilidade mais louca da aventura – existir materialmente dentro de um corpo físico, mas, sem saber quem Eu Sou. E esse desafio é Você.
A maioria das minhas parcelas como você pensa que isso é maldade, ou, que Eu estou lhes castigando, pois, conforme dizem as religiões que vocês criaram vocês foram crianças desobedientes e o “papai” ficou bravo e colocou vocês de castigo. Quanta ingenuidade!
Bem, isso também não foi de todo ruim, afinal, por causa dessa ideia vocês se controlaram um pouco mais, Eu deixei que fosse assim. Mas, como tudo que faço visa um fim bom, e nunca retrocede, vocês desenvolveram a inteligência, o raciocínio e a lógica e começaram a fazer perguntas que já tiveram todos os tipos de respostas possíveis. Cada uma delas tem uma parte da verdade, e podem ser comparadas a um enorme quebra-cabeças, que somente no final da montagem de todas as partes poderá ser compreendido, ou seja, ver a cena por inteiro.
Essas partes do jogo são as diversas partes de cada um de vocês que ainda estão perdidas, recusadas, reprimidas ou aprisionadas em pontos diversos do caminho, e também, as outras partes de Mim que também são vocês, que também estão participando da mesma aventura e que você chama de o outro. Esse outro é uma outra parte de Mim, assim como você, portanto é também uma parte de você mesmo. A dificuldade que você tem em perceber isso se deve a roupa física que vocês usam neste momento. Se você o visse, assim como a si mesmo, sem a roupa física, veria que não há nenhuma diferença entre vocês, senão na maneira de pensar e agir, pois, sensações, sentimentos e emoções todos têm. Veriam que fazem parte de um imenso corpo de energia, sem separação alguma.
Tudo que você experimenta agora não passa de um momento ilusório, uma peça de teatro, onde os diversos personagens interagem explorando seus papéis.
Mas, então, porque tudo é tão difícil e parece tão real?

Vamos lá.
Em virtude do desenvolvimento intelectual que vocês conseguiram, está na hora de compreenderem o processo formador desta experiência para se livrarem das fantasias, ilusões e superstições que fizeram parte do período mais ignorante.

A Formação da Alma

Conforme já mencionei, a vida como manifestação de Minha Mente Consciente em infinitas partes de Mim, é maravilhosa, cheia de amor, prazer e satisfação. No entanto, Eu não sabia como Me sairia numa condição de liberdade de pensamento e ação e sem conhecimento algum, inclusive de Minha própria natureza.
Assim, através de cada uma das Minhas Parcelas Mentais Conscientes (Espíritos), resolvi gerar parcelas minúsculas emanadas dessas Parcelas para alimentar e viver essa experiência. Desta forma gerei o que foi interpretado como sendo sua Alma. Um campo informacional que interage entre o Espírito, a Mente Superior, e o eu humano, a mente inferior. É esse campo quântico pessoal, que permite a produção da ideia de realidade que todos experimentam. É essa estrutura informacional que nunca morre, e ainda, acumula todas as informações relativas a todas as experiências vivenciadas.
Acontece que quanto mais o personagem encarnado vai se relacionando com a matéria, mais vai acreditando nela e mais se distancia de Mim, a sua Essência, mais vai perdendo o contato e o reconhecimento, porém, jamais a ligação coMigo, pois esta é o que permite a própria vida.
No caso desta experiência na Terra, ela já começou com este propósito – não ter consciência da ligação e da própria natureza real.
É um desafio enorme.
Bem, falando assim, parece que foi tudo simples e fácil. Afinal, Eu Sou A Fonte de Tudo, mas não é bem assim, pois como disse no início, vivo e sinto tudo que você vive e sente, já que você Sou Eu. Pode acreditar que não é fácil. Mas, Eu Sou movido por desafios, assim como você também possui essa mesma motivação natural dentro de si.

A vida material e física se desenvolve neste universo, e somente neste universo. Isso quer dizer que existem outros universos, no entanto, eles não são materiais e muito menos físicos. Assim como este também não é, mas, desde o início Eu faço com que você acredite que ele é.
O mesmo ocorre com a ideia do Big Bang, pois não houve esse “bang” que os cientistas acreditam, mas, sim, “bangs” sucessivos e cíclicos que vem ocorrendo a um tempo impossível de calcular. O que os cientistas perceberam foi o último “bang”, o mais recente, só isso.
Neste universo que hoje você acredita ser real, funciona a total liberdade, ou livre-arbítrio. Olha que loucura!
Eu vivendo dentro de você. Você não sabe disso. É dotado de uma mente consciente, que é parte de Mim; ignorante da verdade e da sua natureza; e tem liberdade para fazer o que quiser. É uma verdadeira loucura.
Mas, não pense que essa liberdade é completamente assim - livre. Não, não é.
Essa liberdade está sujeita a certas regras e deve obedecer a Lei e a Ordem Cósmica, que são os parâmetros dirigentes de todas as ideias, pensamentos e intenções, convertendo tudo em consequências obrigatórias e indispensáveis ao objetivo final do Projeto – autoconhecimento mediante experimentação e aprendizado. Na verdade não é algo imposto por Mim sobre vocês, mas, sim autoimposto por vocês mesmos usando a Minha Natureza de Equilíbrio e Harmonia absolutos.

Eu explico: pela ignorância inicial que envolve o projeto deste universo, vocês foram acreditando em muitas coisas conforme a capacidade de compreensão que vocês têm em cada momento. Assim, foram se colocando dentro de certas condições e acreditando em coisas que lhes fizeram retornar para corrigir o que achavam que precisava ser corrigido. Parece que se trata de uma punição, ou ‘carma’ conforme vocês imaginaram, mas, é apenas a capacidade de compreensão que vocês têm que lhes coloca dentro das situações que vocês acreditam ser necessárias. É uma condição natural criada por vocês mesmos usando a Minha Justiça, e não por Mim como imposição.
É assim que funciona para todos, e, foi por isso que no princípio de tudo, desdobrei-me em partes específicas para que cada uma cuidasse de um aspecto da vida em particular.

Tudo no universo é formado por partículas elementares. Essas partículas são carregadas com a Minha Inteligência, mas, não são conscientes, ou seja, não pensam por conta própria, apenas obedecem. E, assim como obedecem a Mim, obedecem a você também, pois, o que elas fazem é se movimentarem de acordo com seus pensamentos, sentimentos, intenções e emoções, e assim, produzirem a energia correspondente.
Mas, o que é energia?

Todos falam em energia, e parece que ela é uma coisa pronta, preexistente, definida, e, até, independente. Isso é um grande engano, e a grande ilusão em que todos vocês acreditaram.
As religiões que vocês criaram dizem que Eu faço tudo acontecer, como Eu quero. É verdade. Todo o funcionamento da Natureza sou Eu quem determina e organiza, como disse, através de partes Minhas responsáveis por isso. Eu posso fazer tudo como Eu quero, mas, neste momento, dentro desta condição, são vocês que estão fazendo isso, por Mim. São vocês que estão no Meu lugar como comandantes de tudo. Vocês estão me representando com todas as possibilidades e a mesma capacidade criadora. Vocês precisam entender isto. Então, parem de colocar a responsabilidade de seus atos e comportamentos sobre os outros, porque cada um é responsável pelo que faz, e essa responsabilidade nunca pode ser transferida, afinal, Eu sou você agora, e jamais Sou irresponsável.
Entendam, de uma vez por todas: vocês são parcelas de Minha Mente, são, cada um de vocês, Eu mesmo vivendo dentro de vocês. No entanto, essa sensação de liberdade e aparente separação, têm a exata finalidade de tornar-me inconscientemente responsável através de cada um de vocês. Ou seja, vocês me representam neste momento, e, portanto, são os responsáveis no Meu lugar.
Sei que isso não é muito simples de compreender e assimilar, menos ainda, vivenciar essa compreensão, mas, vocês têm que se esforçar para entender isto. É isto que vai levá-los a libertação. É isso que vai permitir recolher cada parte de Mim mesmo que está envolvida nesta experiência. Eu quero resgatar todas as partes de Mim. De volta ao Meu Eu, por inteiro. Mas, isso só pode ser feito por vocês, e não por Mim.
O mesmo poder construtor e realizador que Eu tenho, vocês tem.
Portanto, quando você pensa, está dando uma ordem a todas as partículas cósmicas para se movimentarem numa determinada ordem, direção e objetivo. Vocês fazem isso agora, não Eu. Entendam isso, por favor.

Quando vocês rezam e dizem que querem que Eu os ajude, infelizmente, só poderão receber essa ajuda se ela partir de dentro de vocês mesmos e revestida da fé e autoconfiança em vocês / Eu como os realizadores, nunca como se Eu fizesse acontecer independentemente de vocês. Isso não é possível.
Isso representa o que vocês chamam de milagres. Parece que alguém externo atendeu o seu pedido e fez acontecer o que você pediu. Engano seu. O que realmente ocorre é que a tua vontade e determinação, fé e confiança é tão forte que você faz se movimentarem todas as partículas elementares necessárias para realizar o teu desejo, e isso acontece. Você fez acontecer. É assim que é, e é assim que deve ser. Acredite que quem faz o milagre é você mesmo.
Mas, então, não existem os amigos espirituais que nos ajudam? Você pode perguntar. Existem, e são importantíssimos nessa caminhada. Mas, eles não podem realizar por vocês, eles podem contribuir, mas, nunca realizar no lugar de vocês. Isso faz parte da Grande Lei – a cada um o que lhe cabe. E, neste momento vocês estão desempenhando o papel de creadores. Alguns de vocês dizem co-creadores, mas, na verdade, vocês são os verdadeiros creadores. Se Eu Sou em vocês agora, e assim, cada um de vocês Sou Eu, então cada um de vocês é o real creador agora. Não pode ser diferente, a não ser pela tentativa de isenção da responsabilidade individual.
Essa ignorância da sua verdadeira realidade, bem como, a de todos os “outros” que participam da aventura, quando você olha para eles, e não percebe que está olhando para uma outra parte de si mesmo, ou de Mim, foi o que permitiu todos os julgamentos, ofensas, disputas, rivalidades, conflitos, agressões, guerras, etc. Como também, todo sofrimento e dor que Eu vivo e sinto.
Eu não esperava que fosse assim, tão difícil. Mas, quem sai na chuva pode se molhar, não é mesmo? Então, vamos em frente, afinal, já foi bem pior.

Nessa altura da nossa conversa, você pode pensar: porque tanta ignorância, isso era realmente necessário?
É que para vivenciar esta experiência, não poderia ser de outra forma. Conforme já mencionei, esta experiência nunca havia sido tentada. Eu não a conhecia anteriormente. E a ideia era partir da ignorância total para o conhecimento. Ou seja, começar pelo total desconhecido para, através das experimentações conseguir o autoconhecimento até retornar para Meu próprio Ser.
Afinal, Eu Sou tudo que É.
Nada existe.
Tudo é Minha Ideia, Minha Vontade, Minha Intenção, Meu Pensamento.
Nada é fora de Mim.
Tantos já quiseram me entender, mas não conseguem, porque dentro desta aventura, muita coisa foi definida como se outras partes de Mim, fossem Eu realmente, e isso provocou muita idolatria ilusória, muita confusão e divisão. Para me entender vocês precisam entender a si mesmos.
Você pode imaginar que tudo tenha partido de uma força inconsciente, cega e ignorante. Que tudo se desenvolveu naturalmente pela evolução natural. Mas, e a consciência como se formou? Como produto do cérebro?
Então, isto significa que a matéria gerou a vida? Significa que partículas elementares se agruparam naturalmente e obedeceram a uma ordem de evolução inteligente – sozinhas?

Quando no início de tudo, não havia nada, e tudo começou a se formar, cada átomo seguiu seu caminho orientando-se por si mesmo; sem saber para onde deveria ir?
Reconheço o quanto é difícil para uma consciência limitada à percepção deste momento apenas, poder abarcar toda a Vida e Meu Princípio formador. Muitas vezes não consegues envolver a tua própria existência deste período existencial. Esqueces os dias da tua infância, ou detalhes e momentos já passados a mais tempo. Como, então, poder compreender o Todo desde sempre?
É impossível, Eu Sei.
Mas, não se incomode, é mais confortável assim, pode acreditar. Você está presente neste momento passageiro, e é bom que se atenhas somente a ele. Se conseguires fazer isso com consciência realmente desperta, conseguirás aproveitar inteiramente este presente.
Tanto a incredulidade que instiga a alguns, assim como, também, a crença ignorante que envolve a maioria, nada mais é do que o efeito do desespero por não poderem compreender o Todo, ou vislumbrar, como num filme toda a Creação. Isso é desesperador e frustrante para os primeiros, e cômodo para o restante. Para estes, o simples ato de pensar sobre isso já se converte em medo de Me estar ofendendo. Ambos não percebem que somente através do esclarecimento consciente poderão chegar a Me conhecer, ainda nesta condição existencial.
Claro, não será o conhecimento real, mas, o possível para uma mente bipartida em polaridades, normalmente antagônicas e não-complementares. Mas, isto já será suficiente para libertá-los da roda das reencarnações ‘cármicas’, permitindo, assim, o prosseguimento da jornada evolutiva livre das opressões da matéria mais densa, como viveis agora.

A partir dessa compreensão conseguirão se autoconhecer, saber quem realmente são – extensões de Minha Mente – e, dessa forma aproveitar realmente a experiência com o verdadeiro valor e sentimento de autovalorização e amor próprio. Livrar-se dos sentimentos de culpa e medo, insegurança e incapacidade.
Imaginar que a matéria criou a Mente é o mesmo que acreditar que o filho pode gerar o pai. Através do avanço da Ciência humana, já ficou comprovado o quanto a Mente pode crear a realidade, tanto no organismo físico, quanto nas circunstâncias da Vida. Então, porque não admitir que no universo maior da Vida como um Todo, se dá o mesmo?
Se você hoje tem uma Consciência que lhe permite pensar, isso só é possível porque esse é o Princípio de Tudo. Minha Mente permite a sua mente; Minha Consciência permite a sua consciência.
Você sempre acreditou ser um alguém, mas quem és realmente? Esse corpo e essa consciência de eu? Mas o que é sua consciência e onde ela está? Está no seu cérebro ou fora dele?
Será que o seu cérebro produziu a sua mente, ou a sua mente construiu o seu cérebro da maneira como ele é? Porque você é da maneira como você é, e não da maneira como muitas vezes gostaria de ser?
Entenda, definitivamente, Eu e Você Somos Um e nada vai mudar isso.
Eu Te/Me amo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito grato pela sua presença e participação.