SOBRE DEUS



Há um tempo incalculável com precisão, mas que deve beirar as raias dos muitos milhares de anos, o Ser humano vem se referindo a uma entidade, realmente desconhecida, e alcunhada como deus.

Curioso é que essa entidade é considerada fonte do amor absoluto, e, que pelo que sabemos, o sentimento do Amor Incondicional é a vivência da Liberdade total e da plena satisfação do direito, satisfação, prazer, felicidade, realização plena do outro.


No entanto, a essa mesma entidade, sempre foi dispensado, por exigência sua, louvores, obediência, veneração, sob pena de retaliação caso isso não seja feito.
Estou errado?


Você nunca leu a Bíblia? Nunca foi a uma missa ou culto religioso?


Além disso, dizem que essa entidade não tem gênero (sexo), mas é chamada de deus, pai, senhor, criador, enfim, definições puramente masculinas. Estou enganado? Ou sou burro que não consigo compreender a essência da coisa?


Estamos em pleno século 21, as portas de uma emancipação consciencial (para alguns) e ainda tem gente presa a estes conceitos primitivos, apesar de todas as informações disponíveis, que contam a quem foi dado essa identidade - deus.
Mas, é mais fácil acreditar num livro escrito, sabe-se lá por quem, mas, que ainda assim, descreve em detalhes o comportamento e sentimentos dessa entidade (deus), nas seus diversos momentos de revolta e condenação, do que nos fatos e evidências arqueológicas e científicas.


Eu entendo, que o pior e mais forte fator para que alguém consiga pensar sobre isso é o MEDO, da punição que essa entidade pode impor a quem se atrever a desconsiderá-la.


Medo, é o que impede alguém de Ser Si mesmo.


Enquanto o medo for o Senhor da vida, a humanidade permitirá ser escravizada e controlada.


Este texto não tem a finalidade de lhe obrigar a aceitar o que digo. Aliás, aceitar o dito é o que fizemos (e muitos ainda fazem). Pensar e refletir é o primeiro passo para a mudança da percepção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito grato pela sua presença e participação.